8.8.07

...porque antony e cocorosie juntaram-se e fizeram uma música perfeita

Antony :
Those, those beautiful boys
Those, those beautiful boys

Cocorosie :
Born illegitimately
To a whore, most likely
He became an orphan
Oh what a lovely orphan he was
Sent to the reformatory
Ten years old, was his first glory
Got caught stealing from a nun
Now his love story had begun
Thirty years he spent wandering
A devil's child with dove wings
He went to prison
In every country he set foot in
Oh how he loved prison
How awfully lovely was prison

Antony :
All those beautiful boys
Pimps and queens and criminal queers
All those beautiful boys
Tattoos of ships and tattoos of tears

Cocorosie :
His greatest love was executed
The pure romance was undisputed
Angelic hoodlums and holy ones
Angelic hoodlums and holy ones

Antony :
All those beautiful boys
Pimps and queens and criminal queers
All those beautiful boys
Tattoos of ships and tattoos of tears

(...)

(só uma sugestão, a letra é fabulosa, mas vale mesmo a pena é ouvir...)

10 comentários:

curse of millhaven disse...

é absolutamente arrepiante essa canção... perfeita. caramba, há que tempos que n a oiço e agora já n a tenho no pc :(

Betty Coltrane disse...

PERFEITA, PERFEITA, PERFEITA!!!!!!


Assombrosa. não dá para ouvir uma vez só......

querercoisasimpossiveis disse...

Gostava de saber porque é que esta letra fabulosa... Para mim o Antony é só mais um daqueles deprimidinhos feitos por encomenda. É daqueles que mesmo quando está feliz escreve canções tristes só porque tem que ser. É o Tony Carreira da música deprimente (atenção: eu escrevi deprimente e não depressiva!).

Rosa disse...

bem... meu caro QCI, se todos gostássemos do mesmo, o que seria do amarelo? De qualquer modo, penso que estás a rotular de forma algo preconceituosa esta música, nem que seja por ser feita com as CocoRosie e não exclusivamente do Antony... mas, estás no teu direito...

querercoisasimpossiveis disse...

Sempre achei essa do amarelo uma coisa tão parva e brejeira. Já agora, porque não o azul ou o verde? Preconceito? Quem ouve esta tipo de música é que normalmanente é preconceituoso, até porque não gostam de mais nada. E essa de dizeres "mas estás no teu direito" depois de dizeres que sou preconceituoso, enfim, está ao nível da blogosfera em geral.

Rosa disse...

sim, infelizmente o preconceito é um direito. antes não fosse e eu seria uma pessoa bem mais feliz... quanto ao antony, apenas quero acrescentar mais uma coisa: ele é tudo menos vulgar, dei-me ao trabalho de ir procurar uma crítica ao trabalho dele que penso sumarizar bastante bem a sua individualidade: Have you ever heard a voice like this, imbued with the transcendental emotion of the blues, yet deployed with an unadorned simplicity reminiscent of medieval music practice, and graced with a top note of childlike wonder? Or songs that blur distinctions of gender and identity, yet which still summon up such powerful feelings: longing, love, lust, loss? No. Because Antony is one-of-a-kind. Já percebi que não gostas, também nunca tive jeito para vender nada, confesso que é só pela picardia. Bem haja!

CP disse...

Wow o que para aqui vai.
Confesso que não é "my cup of tea" mas não posso deixar de dizer isto:
"Have you ever heard a voice like this, imbued with the transcendental emotion of the blues, yet deployed with an unadorned simplicity reminiscent of medieval music practice, and graced with a top note of childlike wonder? Or songs that blur distinctions of gender and identity, yet which still summon up such powerful feelings: longing, love, lust, loss? No." Because X is one-of-a-kind.
- Esta descrição é constantemente utilizada, nas suas mais variadas versões, para descrever a maioria dos "talentos" que vão surgindo no panorama musical actual. Assim só "from the top of my head" lembra-me as reviews que li sobre o álbum do Sr.Mika, esse jovem que consegue mesclar diversos géneros sem lhes imprimir uma marca sua (na minha opinião) e que subitamente é tido como um salvador da Pop Mundial.

Mas como quase tudo na vida, quem gosta gosta e quem não gosta enfim, é ouvir outra coisa.

Betty Coltrane disse...

Eh, lá... isto está animado! Isto em questões de gosto dá sempre pano para mangas. Eu amo o Antony, a sua música. Para mim não há comparação, pois embora conheça vozes do mesmo calibre que a sua, nenhuma me provoca a mesma emoção. Agora: "Quem ouve esta tipo de música é que normalmanente é preconceituoso, até porque não gostam de mais nada.", tem lá a santa paciência, que frase mais redutora... E completamanete falsa! Falo por mim e pelas pessoas que conheço.

Se não gostas paciência, não oiças. Agora vir fazer comparação com o tony carreira, até parece que estás é à procura de discussão... lol...

Zito disse...

melhor q ouvir a canção só mesmo ouvir a canção ao vivo, agora lembrei-me do concerto deles no lux onde metade da sala abandonou o concerto no fim de antony e depois não viram o dueto e muitos se arrependeram eh eh eh

professor baltazar disse...

Há coisas que não se explicam. E falar das coisas que não se explicam parece, efectivamente, inútil... Dizia o outro que sobre o que não deve ser dito deve ser guardado o silêncio. Eu contrario esse silêncio. Tu contrarias esse silêncio. Isso basta.

Besides that... pá, grande música!