9.1.08

Pequenos Castigos


Tenho saudades de ir ver um espectáculo de dança. O último que vi, há demasiado tempo, foi da Olga Roriz. Comovi-me. Espantei-me. Deslumbrei-me. Primeira fila, claro, a seguir todos os pormenores dos bailarinos, a ouvir-lhes a respiração, a ver-lhes o suor, a sentir-lhes a rush de estar num palco. Cheguei a sentir até inveja, não do que faziam, mas do que sentiam naquele momento. Tenho saudades. Quando puder, hei-de voltar a vê-los.

Às vezes apercebo-me, com surpresa, de alguns pequenos castigos que aplico a mim própria, inconscientemente. Como por exemplo, esquecer-me do que gosto realmente de fazer. Ou não fazer nada pelos meus sonhos, senão sonhá-los.

3 comentários:

sophya disse...

é simplesmente linda a peça "Pedro e Inês"... é linda, mágica, cheia de dor, amor, saudade, paixão, e algumas patologias :)... eu qdo fui vi com a Ana Lacerda, é fantástica, no fim a dança entre ela e "Pedro" antes da coroação... chorei é verdade... beijocas lindona!

este fds vou à terra natal, se tiveres por lá diz algo, kuss!

querercoisasimpossiveis disse...

É sempre bom não nos esquecermos das coisas que mais gostamos de fazer, para as podermos fazer com as pessoas que mais gostam de nós (e para nos sentirmos realizados e bem com nós próprios).

"Você tem que saber que eu quero correr mundo
Correr perigo
Eu quero é ir-me embora
Eu quero dar o fora
E quero que você venha comigo"

Rosa disse...

'Bora lá, então!